PUB
Stefânia Leonel
Stefânia Leonel | DR

Stefânia Leonel, a nova promessa da música moçambicana

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Stefânia Leonel é o nome de uma das novas vozes que tem ganho destaque no panorama da música moçambicana dentro do R&B.

Nascida na cidade da Beira, mudou-se para Maputo ainda em tenra idade e foi onde o seu contacto com música ganhou vida mas, tal como acontece com tantos outros artistas, o medo de se mostrar falou mais alto durante algum tempo. Entretanto, o primeiro passo surgiu depois que “a minha mãe começou a prestar mais atenção e decidiu levar-me para outro nível”, contou Stefânea à BANTUMEN.

A primeira música teve como base de inspiração o instrumental da música “Diamonds”, de Rihanna, e contou com os arranjos do produtor Marcelo e foi gravada na Friends Studio.

Na sua caminhada, define-se como “uma menina persistente”, sobretudo no mundo da música. “Sou uma cantora que faz o que faz porque ama”, e que pretende mostrar a sua versatilidade explorando todos os ritmos possíveis, com o objetivo “que as pessoas sintam o que quiserem sentir ao escutar as minhas músicas, que cada pessoa perceba a música de maneira diferente. O importante para mim é que a música lhes toque”, explica.

Atualmente, Stefânea faz parte da produtora MESS, o que acabou por facilitar-lhe a aquisição de instrumentais, concretização de novas colaborações e parcerias, como já aconteceu com Viper Toy, Jay Argh, Hacelen, Sir Lovely, Carmen Chaquice e Rude.

Uma das suas participações mais recentes foi no álbum Diálogos do conterrâneo Sir Lovely, na faixa “Good Times”. A artista considera que foi uma participação relevante, a nível pessoal, porque “foi a primeira música que fez algumas pessoas chorarem. É bom saber que ajudo as pessoas em momentos onde talvez falar não ajude”.

Para solidificar o posicionamento no mercado moçambicano, e quem sabe PALOP, Stefânia prepara-se para a apresentação em dezembro, do seu primeiro trabalho discográfico a levar como título Hey Crush. Este projeto em específico não contará com nenhuma participação, porque a artista está com “sede” de explorar-se a si mesma e os produtores. Hey Crush é um projecto dedicado aos apaixonados, comprometidos ou não com uma relação.

O álbum sairá com a produção de Ciro Santana, que fez a maioria dos instrumentais, Mad K, Badjo, com Revorev, Prince Chone e na masterização Grim deu a sua preciosa ajuda, tendo mexido em 99% das músicas com ajuda de Dj Bavy.

A promoção do álbum acontece através da faixa “Maltratar”, que descreve o quão “mole” ficamos ao ver a pessoa por quem estamos apaixonados.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB