PUB

Balldexx, a nova força da Guiné-Bissau no rap lusófono

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Balldexx é um jovem rapper de 19 anos que nasceu na Guiné-Bissau e vive na zona do Cacém, na Linha de Sintra (Portugal). É o autor da faixa “Neblina”, que saiu no mês passado e conta com mais de 3500 visualizações até ao momento em que escrevemos este artigo.

Qual é a diferença entre Balldexx e todos os outros young niggas que estão a entrar na cena rap? Para já, nenhuma. O que lhe pode servir de trunfo é uma vontade de vencer e resiliência notórias.

Saio Baldé, o seu nome de registo, chegou a Portugal com os irmãos em 2014, vindos da costa atlântica ocidental de África, conhecida pelos parques nacionais e pela vida selvagem, enfrentou as dificuldades de um imigrante mas, com o passar do tempo, começou a fazer algumas amizades, sobretudo no meio escolar, e acabou por sentir que a vida poderia correr melhor. Foi a partir daí que começou a interessar-se pela música. Com um grande número de amigos e colegas a iniciarem-se em rodas de freestyle, a gravarem e a comporem, logo o jovem pensou que também poderia tentar.

Há vários anos, entrou em estúdio pela primeira vez para gravar uma música. Até hoje nunca a recebeu, mas foi a primeira vez que percebeu que nesta indústria só a perseverança o levará a algum lado.

Apesar de só ter um single lançado, já assinou o seu primeiro contrato
com a produtora Another Level Squad, que tem base no Reino Unido.

A sua ligação com Edson Djalo, que é um dos associados da produtora ALS e primo de Balldexx, fez com que Seaan Tiller olhasse para o rapper e lhe desse a oportunidade para virar o jogo do rap feito por guineenses.

“Neblina” está disponível nas plataformas de streaming e também tem o seu videoclipe no YouTube.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB