PUB
Qualcomm

Qualcomm diz que Apple não pode vender mais iPhones na China

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A China foi outrora um dos pontos mais importantes para a venda de iPhones para Apple, mas agora parece que já não o pode fazer de acordo com a Qualcomm.

Qualcomm é uma fabricante de chips e considera que a tecnológica da Cupertino “continua a beneficiar da propriedade intelectual enquanto se recusa a dar a devida compensação”.

Na china, um tribunal aprovou duas injeções que proíbem a Apple de vender determinados modelos do iPhone no território chinês, segundo o Qualcomm e o jornal The Independent.

Os modelos em questão são o iPhone 6S, o iPhone 6S Plus, o iPhone 7, o iPhone 7 Plus, o iPhone 8, o iPhone 8 Plus e o iPhone X. Alegadamente, estes smartphones incluem tecnologia patenteada pela Qualcomm, nomeadamente software que permite aos utilizadores ajustarem fotografias.

“A Apple continua a beneficiar da nossa propriedade intelectual enquanto recusa dar-nos a devida compensação. Estas ordens do tribunal são uma confirmação da força do vasto portefólio da Qualcomm”, pode ler-se no comunicado da Qualcomm.

A Apple afirma que a medida da Qualcomm é “outra ação desesperada de uma empresa cujas práticas ilegais continuam a ser investigadas por reguladores em todo o mundo”. “Todos os modelos de iPhone continuam a estar disponíveis para os nossos clientes na China”, adiantou um representante da Apple ao CNet, assegurando que continuará a “perseguir as opções legais através dos tribunais”.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB