PUB
📷: 昔日少年寻不见

Unitel movimenta cinema angolano com a primeira edição do Unitel Angola Move

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Já estão em fase de votação os filmes que fazem parte da primeira edição dos prémios do festival de cinema da Unitel, o Angola Move. Entre os nomeados estão a Geração 80, com três filmes e o documentário 30 Anos Olhares Sobre o Racismo, de Eddie Pipocas, Dércio Tomás Ferreira e Bruno Cabral.

Depois de vários prémios vencidos em festivais internacionais, a Geração 80 é agora uma potencial candidata a um prémio em casa. A produtora angolana tem Ar Condicionado, de Fradique, nomeado na categoria de Melhor Longa-Metragem; Para Lá Dos Meus Passos de Kamy Lara na categoria de Melhor Documentário e 1999, de Hugo Salvaterra, em Melhor Curta Metragem.

Baptista João, cineasta de referência em Angola, está a concorrer na categoria de Melhor Documentário, com o filme Kizomba Sem Fronteiras.

A artista visual, Indira Mateta, também faz parte da lista com o filme documentário Caixão Vazio. O filme recolhe e revela testemunhos de algumas figuras que viveram na primeira pessoa aquela que é uma das maiores lendas urbanas em Luanda.

O documentário Olhares Sobre O Racismo, de Eddie Pipocas, Dércio Ferreira e de Bruno Cabral, também está em destaque neste primeiro festival de cinema em Angola, na categoria de Melhor Documentário. O filme tem por base os últimos 30 anos da história portuguesa no capítulo do racismo, tantas vezes branqueado e negado.

O Unitel Angola Move é um projeto lançado em julho e visa incentivar e valorizar o trabalho construído e desenvolvido por jovens angolanos ligados à sétima arte.

O curador do festival, Sílvio Nascimento, considera que o número de inscrições [mais de 130] revela a elevada dinâmica do conteúdo feito por angolanos, com uma viragem histórica no mercado audiovisual no país.

A votação dos filmes vai estar aberta ao público até ao dia 30 de setembro e poderá ser feita através de chamada de voz, mensagem de texto e na aplicação Unitel Net Show.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

[…] site w24 sabe que em Angola, mais de 50% das mulheres adultas entram para actividades empreendedoras (número que é […]

[…] Angola, mais de 50% das mulheres adultas entram para atividades empreendedoras (número que é […]

Artigos Relacionados

Coleção Black Power

16,90 

PUB