PUB

Filme de David Cronenberg com Welket Bungué já está disponível na Amazon

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Welket Bungué, ator, encenador e realizador de origem guineense, acaba de chegar à Amazon. Menos de duas semanas depois de Crimes of The Future, o novo filme de David Cronenberg, ter sido lançado nos cinemas, eis que a película já está disponível para compra ou aluguer na plataforma norte-americana.

Descrito como o retorno de Cronenberg às suas raízes, de horror corporal, Crimes of The Future é estrelado por Léa Seydoux, Kristen Stewart, Scott Speedman, Tanaya Beatty, Nadia Litz, Yorgos Karamichos, Yorgos Pirpassopoulos, Welket Bungue, Don McKellar, Lihi Kornowski e Viggo Mortensen, que anteriormente protagonizou os filmes de Cronenberg A History of Violence, Eastern Promises e A Dangerous Method.

O argumento conta a história da adaptação humana a um ambiente sintético, onde o corpo sofre novas transformações e mutações. Com o seu parceiro Caprice (Seydoux), Saul Tenser (Mortensen), um performer célebre, mostra publicamente a metamorfose dos seus órgãos numa atuação vanguardista. Timlin (Stewart), um investigador do National Organ Registry, rastreia obsessivamente os seus movimentos, quando um grupo misterioso é revelado. A missão é usar a notoriedade de Saul para lançar luz sobre a próxima fase da evolução humana.

Mortensen disse anteriormente que esta “estranha história de filme noir” era algo que Cronenberg originalmente escreveu há muito tempo, e que foi recentemente tirado da prateleira e “refinado”. Na verdade, o filme quase chegou aos ecrãs (sob o título Painkillers) no início dos anos 2000, com Nicolas Cage como protagonista. Quando Cage desistiu, Ralph Fiennes assinou. Mas Cronenberg não conseguiu colocá-lo em produção. Crimes do Futuro, em português, marca a primeira vez que Cronenberg dirige um dos seus próprios roteiros originais desde eXistenz, em 1999.

O anúncio de Bungué iria participar da película surgiu em maio do ano passado e indicava que o thriller de ficção científica seria rodado entre agosto e setembro, maioritariamente em Atenas. Na altura, em exclusivo para a BANTUMEN, Welket disse estar entusiasmado para participar no projeto. “É uma concretização poder fazer parte deste filme. Acho que é uma oportunidade única e que poderá ter um impacto único na minha carreira”, disse-nos.

Welket Bungué nasceu na Guiné-Bissau em 1988, cresceu em Portugal, onde se licenciou em teatro, estudou também no Brasil e vive atualmente em Berlim. Tem mais de uma dezena de curtas-metragens enquanto realizador, e trabalha em representação há mais de uma década. 

Participou em filmes como “Joaquim”, do brasileiro Marcelo Gomes, “Cartas da guerra”, de Ivo Ferreira, e “Berlin Alexanderplatz”, do realizador alemão Burhan Qurbani, e que lhe valeu um prémio de representação em 2020 no Festival Internacional de Cinema de Estocolmo.

Recentemente, interpretou também a personagem Contra-almirante Lars, em A Viagem de Pedro, filme, escrito e dirigido por Laís Bodanzky, e que venceu o prémio de Melhor Filme, no Septimius Awards, em Amsterdão, premiação que procura descobrir novos talentos e apoiar produções consideradas visionárias. A 6 de junho, foi exibida pela primeira vez nos Estados Unidos, no Brooklyn Film Festival, em Nova Iorque, que qualifica produções para concorrer ao BAFTA, Oscar e Canadian Screen Awards.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB